terça-feira, 3 de novembro de 2009

Halloween do BREJO

Foto de Victor Reis

Gritos assustadores, caixas caindo, suor, medo e polêmicas. Esse foi o Halloween do Brejo, que apavorou o rock independente em Piracanjuba. Ao final da tarde de sábado, a banda Black Wizard subiu ao palco-área-galpão e literalmente derrubou as caixas com seu som encorpado e cheio de energia do trio composto por Sandrinho (bateria), Maciel (guitarra) e Marcelo (baixo) com direito á participação especial de Júnior nos vocais. Em seguida, a banda Vênula (http://www.myspace.com/venulaband) apresentou ao público o novo baixista e uma nova maneira de tocar rock, usando melodias diferentes, originais e empolgantes.
Logo em seguida, os garotos da Vaillant (www.myspace.com/vaillantrock), entraram de corpo e alma no espírito da data: o terror encontrava-se no Brejo. Eles anunciaram o seu novo EP e mandaram um hardcore pesado. Mamacadela do Cerrado (www.myspace.com/mamacadela) continuou os trabalhos sem perder o peso e o clima da noite. Com a participação especial do guitarrista Glênio, pôde-se ver o entrosamento e a facilidade com que as músicas eram tocadas. A Banda In Vitro (www.myspace.com/invitrogoias) deu sequência com potência e vitalidade. Canções bem trabalhadas, entrosamento e criatividade empolgaram o público, que passou a conhecer mais uma nova canção da banda.
Fechando o Halloween, os Novos Vinis (http://www.myspace.com/novosvinis) de Anápolis chamaram todo mundo pra dançar. Tiraram os público do chão, e mesmo sem um integrante, embalaram canções animadas que deixaram todos loucos dentro da roupa.
Muito rock, muita cultura independente, medo e sustos. Esse foi o Halloween do Brejo, mas uma ação de sucesso do Coletivo do Brejo e parceiros.

1 comentários:

Ana disse...

veio pra ficar, sem sombra de dúvidas!

Postar um comentário